PUBLICIDADE

SE

seta

14.08.2020
08.08

PUBLICIDADE



5º edição do ACQUAPLAY no parque Aquático 2541 2542 2543 2544 2545 RIo de Janeiro: EDUKATORS de Hans Weingartner

Estreia no teatro: Clímax

Peça é dirigida e estrelada por Domingos Oliveira
Estreia no teatro: Clímax | Cultura & Teatro

“Clímax” é um presente imenso ao público teatral do Rio de Janeiro de todas as idades, sobretudo aqueles que são fãs do trabalho do grande Domingos de Oliveira. Do que se vê no programa da peça ao que se encontra em cena, tanto em termos meramente visuais e sonoros, quanto no que diz respeito aos diálogos, à trama e à movimentação, tudo é resultado de uma concepção que parte da miscelânea, da simples e despojada justaposição, do enrosco, da paçoca, do burlesco. Denominada como uma peça cômica, filosófica e policial ao mesmo tempo, o jogo é tão despretensioso quanto divertido, simples quanto poderoso, banal quanto valoroso. Em cartaz no Teatro Glaucio Gil, a peça diz-se ser a última do diretor, escritor e ator Domingos de Oliveira, que se despede dos palcos aos 76 anos, quase cinquenta anos de profissão. 
 
É difícil dizer realmente quando a peça inicia e os bons valores estéticos da montagem começam aí. Nessa dramaturgia, teatro e brincadeira se confundem. Sentando em uma cadeira de rodas, Oliveira apresenta a si próprio e a seus colegas de cena e, numa digressão que lhe é característica, prende a atenção do público de forma que, quando menos se espera, o assunto já são os personagens e não mais os atores que os interpretam, ou o lugar onde a peça se passa, ou como a produção foi levantada. Em cena, também sentado em uma cadeira de rodas, com 77 anos, está um professor de literatura que gosta de romances policiais. Um grupo de amigos, composto por um delegado de polícia (José Roberto Oliveira), um ex-aluno (Matheus Souza), uma ex-esposa (Claudia Ohana) e por uma secretária (Érika Mader), se reúne regularmente para conversar sobre o que andam lendo dentro do gênero, assistir a filmes e para beber. No dia em questão, em que se comemora o aniversário do professor anfitrião, a cidade do Rio de Janeiro está em polvorosa, pois mais um assassinato terrível aconteceu no centro da Lagoa Rodrigo de Freitas. Há um perigoso serial killer solto na cidade e, muito provavelmente, ele é o responsável por esse crime que incansavelmente tem sido noticiado ao longo do dia. Chove lá fora. É noite quando os membros do grupo chegam vestidos socialmente para a efeméride. Entre conversas sobre a vida e exposição dos dramas pessoais de cada um, cogita-se a possibilidade de pode estar entre eles o cruel malfeitor. 
 
Nesse clima exagerado entre melodrama e cinema noir, entre trama policial e comédia de costumes, “Clímax” diverte, sobretudo, porque passa a sensação de que é divertido fazê-lo. As interpretações são positivamente péssimas, as construções recheadas de canastríces, lágrimas e frases sem entonação, o que, no todo, é perfeitamente engraçado. Enquanto estrutura, todos os elementos, incluindo o conjunto das interpretações, formam juntos uma sólida estrutura que consegue meritosamente transmitir a sensação de superficialidade. Mas é apenas uma sensação, já que trata-se de um gênero que está sendo atualizado. Nesse sentido, a direção, assistida por Tracy Segal e por Sol Miranda, tem um trabalho pontual em garantir a coerência do realismo para o bom ritmo da comédia que se dá a ver. 
 
O cenário de Renata Paschoal e de Luiz Prado e os figurinos de Paschoal e de Priscilla Rozenbaum descrevem o lugar e o momento, atendendo adequadamente às necessidades da narrativa. A iluminação de Paulo César de Medeiros, cheia de focos, propõe níveis para o desenrolar da história, alternando excelentemente os momentos: apresentação, digressão filosófica e melodrama policial. 
 
Se fosse um filme, “Clímax” seria o melhor do trash no cinema B. Sendo teatro, é uma produção que sabe do seu próprio mérito a ponto de brincar com o crédito que a ela é dado. E a brincadeira é divertidíssima! Na despedida, Domingos de Oliveira brinda o público com o trecho final de "Sonho de uma noite de verão". Aqui vai ele em uma de suas traduções:


"Se vos causamos enfado por sermos sombras, azado plano sugiro: é pensar que estivestes a sonhar; foi tudo mera visão no correr desta sessão. Senhoras e cavalheiros, não vos mostreis zombeteiros; se me quiserdes perdoar, melhor coisa hei de vos dar. Puck eu sou, honesto e bravo; se eu puder fugir do agravo da língua má da serpente, vereis que Puck não mente. Liberto, assim, dos apodos, eu digo boa-noite a todos. Se a mão me derdes, agora, vai Robim, alegre, embora."
*

FICHA TÉCNICA
Texto e direção: Domingos Oliveira

Elenco: Claudia Ohana, Domingos Oliveira, Érika Mader, Matheus Souza e José Roberto Oliveira

Voz Buarque: Roberto D’Ávila
Produtor Executivo: Luiz Prado
Figurinos: Renata Paschoal e Priscilla Rozembaum
Ambientação: Domingos Oliveira, Renata Paschoal e Luiz Prado
Iluminação: Paulo César Medeiros
Fotos: Guga Melgar
Assistente de Produção: Janaína Santos
Assistentes de Direção: Tracy Segal e Sol Miranda
Divulgação e Produtora Ocupação: Leila Meirelles
Produção: Forte Filmes



COMENTÁRIOS




PUBLICIDADE

Arroba Banner


5º edição do ACQUAPLAY no parque Aquático 2541 2542 2543 2544 2545 RIo de Janeiro: EDUKATORS de Hans Weingartner

PUBLICIDADE

Super Banner Centro

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

#FICAADICA

ALUGUEL DE BECAS PARA FORMATURAS

Por Festa da Semana

Saiba mais sobre Becas para Formaturas
A utilização da Beca na Colação de Grau A colação de grau é um momento de magnitude da Instituição de Ensino. Nesse acontecimento estão presentes reitores, professores, funcionários, pais e alunos, todos compactuando de um sentimento de missão cumprida. Esse momento é sem dúvida um dos mais belos, pois se compartilha a alegria com os entes queridos, assim como, expressa o reconhecimento para aqueles que, de alguma forma, contribuiram para a vitória. Devido a se tratar de um acontecimento solene, é obrigatório a utilização de vestimenta apropriada, devendo essa, ser a Beca, que quando completa é composta por capelo (chapéu) acompanhado de pingente que deve ser posicionado do lado esquerdo; o símbolo do curso ou da instituição; capa, vestida sobre a beca; faixa, também sobre a beca, na altura da cintura. As cores das faixas são diferentes e dependem do tipo de curso em que se está graduando. São mais comuns, para os concludentes do Ensino Superior, as variantes de marinho, azul royal e celeste. No Ensino Médio usa-se, geralmente, faixa cor lilás.   As cores da faixa utilizadas sob a beca são determinadas pelo curso.   O que usar por baixo da Beca? - Sugere-se que o formando utilize por baixo da beca roupas leves e confortáveis em tons escuros. Os sapatos também devem ser leves, confortáveis e em tom escuro. - A vestimenta dos professores é composta de uma beca longa na cor preta, o bacalau e a faixa na cor da área do conhecimento. - A vestimenta dos reitores é composta de beca preta, pelerine e a faixa branca (que representa todas as áreas do conhecimento). - Políticos, empresários e demais pessoas participantes da mesa, que não sejam membros acadêmicos da universidade, é recomendada a utilização de terno em cor escura; mulheres podem usar traje social, em tons discretos e suaves. Curiosidade diferença entre Beca e Toga Muitas pessoas pensam que Toga e Beca são sinônimas, entretanto, a "Toga" passou a designar (preferencialmente) as vestes dos juízes no exercício de suas funções litúrgicas; a palavra "Beca" a substituiu para indicar as vestes de advogados, Defensores públicos, promotores etc., estendendo-se também, não mais aos formandos de Direito apenas, mas aos formandos de qualquer curso Matéria produzida por Luciana Lima, exclusivamente para o Portal Formatura. Em concordância com os dispositivos da Lei N° 9.610, de 19 de fevereiro de 1998, esse texto só poderá ser reproduzido de forma parcial ou integral, mediante prévia e expressa autorização da autora. Ainda, conforme prevê a referida lei, a falta de indicação do nome da autora e fonte de origem acarretará em responsabilização por danos morais e materiais.   Autora: Luciana Lima Fonte de origem: www.formatura.com.br   Empresas que alugam Becas de Formaturas: Beca Formaturas Florianopolis Aluguel de Becas em Florianopolis http://www.becaformaturas.com.br/ http://www.goldenformaturas.com.br/aluguel-beca-florianopolis.html http://www.aluguelbeca.com.br/    


PUBLICIDADE

Arroba Banner 3

GAROTA DA SEMANA

Confira as fotos do ensaio da belíssima Bruna Camargo de Itatiba, São Paulo, fotografada por Letícia Benedito mostrar que se pode fica a vontade na frente das câmeras, e para relatar a personalidade existente em cada modelo, focando sempre na criatividade e interação entre a fotografa e modelo. Locação Parque Municipal de Itatiba “Ferraz Costa”, numa paisagem antiga e floral.



PUBLICIDADE



SITES DA REDE FESTA DA SEMANA:

Alagoinhas, Aracaju, Atibaia, Bagé, Balneário Camboriú, Bauru, Belém, Belo Horizonte, Blumenau e Indaial, Boa Vista, Brasília, Caldas Novas, Campinas, Campo Grande, Campo Mourão, Caruaru, Cascavel, Catalão, Criciúma e Região, Cuiabá, Curitiba, Floriano, Florianópolis, Fortaleza, Franca, Garibaldi e Carlos Barbosa, Goiânia, Guaraí, Guaramirim, Humaitá, Imperatriz, Jaraguá do Sul, João Pessoa, Joinville, Lajeado, Lauro de Freitas, Limeira, Londrina, Lucas do Rio Verde, Macapa, Maceió, Mafra e região, Natal, Nova Andradina, Palmas, Pedra Preta, Petrolina, Porto Alegre, Ribeirão Preto, Rio Branco, Rio de Janeiro, Rondonópolis, Salvador, São Bento do Sul, São José do Rio Preto, São José dos Campos, São Paulo, Sorocaba, Teófilo Otoni, Teresina, Tubarão, Várzea de Palma.

Copyright © 2012 . Festa da Semana - Todos os direitos reservados. Redes Sociais